HOJE EU NÃO CONSIGO

Uma das habilidades do Zezinho é consertar tudo quanto está quebrado e, dentre as muitas coisas “avariadas” aqui em casa, está a válvula da pia. Ele percebeu o problema já na primeira lavada de louça.

Então, hoje, após aquele almoço caprichado de domingo, ele foi “reinar” na área de serviço e descobriu uma válvula novinha – cuja existência eu não sabia e, ainda que soubesse, nem saberia para que servia!

Começou a esvaziar o balcão da pia e danou a trabalhar.

Alguns minutos depois, veio em minha direção, meio frustrado:

– Amor, hoje eu não consigo.

E eu, como sempre de boa e conformada com tudo, respondi:

– Oxe, tem nada não, menino, deixa quieto. A pia não funciona mesmo assim?

– Nada disso! Eu não consigo hoje, porque não tenho a ferramenta adequada, mas amanhã providencio um alicate bomba d’água e troco rapidinho.

Fiquei bestinha, olhando pra ele, com um misto de surpresa e encanto… Conheço poucas pessoas assim, aliás, nem eu mesma sou assim!

O que mais a gente vê são pessoas que desistem diante da primeira dificuldade e outras ainda que nem tentam!

Sabe, é importante reconhecer limites, desacelerar e até parar, se for preciso… Mas somente para avaliar melhor a situação, buscar as ferramentas certas e voltar para resolver.

E sim: é muito bom ter por perto pessoas que não desistem, até quando parecem desistir.

Lídia Vasconcelos

Sobre Lídia Vasconcelos

Professora de Língua Portuguesa, poeta e escritora de sonhos. Amo gatos.
Esse post foi publicado em amor, Crônica, Domingo, família, felicidade, Reflexão, texto poético, vida e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s