AMAR COMO SABE AMAR

não permitas - impedir de amar cópia

“Meus filhinhos, o nosso AMOR não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um AMOR verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” (I João 3:18)

Publicado em amor, animais, Cartão, Citação Bíblica, cristianismo, Frase, Pensamento, vida | Marcado com , | Deixe um comentário

BÊNÇÃOS

bençãos 2- gif

Imagem | Publicado em por | Marcado com | Deixe um comentário

PREÇO A PAGAR

mulher- de olhos fechados-0bf26abfaac95c87c2a11df0377a547fDizer o que quer e, principalmente, o que não quer; o que pensa, o que sente, em qualquer circunstância, pra qualquer pessoa, respeitando a opinião dos outros, mas defendendo firmemente os próprios princípios…

Não se degradar nem se despedaçar pra caber no mudinho de quem quer que seja…

Ter autonomia e liberdade para abrir a porta de casa (ou do coração) só pra quem for convidado…

Abrir mão da má companhia e dar-se ao desfrute da boa solidão…

Tudo isso é libertário, incrível, necessário, mas tem um preço: você cria inimizades, é excluído, rejeitado, mal interpretado, não consegue manter um relacionamento amoroso por muito tempo, perde um privilegiozinho aqui, outro acolá…

Mas quer saber? F*d@-s&.

É um preço que a gente paga com prazer, porque nenhuma dessas “regalias sociais” compensa a perda da paz e da própria identidade.

Pronto. Falei.

Lídia Vasconcelos

Publicado em Crônica, Depoimento, felicidade, Mensagem, mulher, paz, Reflexão, vida | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

NÃO IMPONHA

separação- despedida-4e7a06a40f1e7700d83187a0b29f6bc8 cópiaNão imponha carinho, não imponha abraços, não imponha amizade, não imponha amor.

Beijos roubados podem até ser saborosos, mas os consentidos é que são inesquecíveis.

Não imponha banquetes a quem passou a vida inteira recebendo migalhas. Tem gente que é feliz assim, numa eterna mendicância afetiva, e passaria até mal, se mudasse a “dieta”.

Não tente “vender seu peixe”, mesmo que você saiba que o seu “produto” é o melhor do mercado!

As pessoas não valorizam o que vem fácil e de graça, elas precisam ter a sensação de que viram primeiro, de que precisaram lutar ou pagar por aquilo.

Então, não se coloque numa vitrine nem numa prateleira.

Não imponha nada a ninguém.

Não imponha flores a quem ainda não entende a primavera.

Não imponha alegria a quem tem medo de sorrir.

Não imponha abrigo a quem se sente livre e confortável ao relento.

Deixe que as pessoas decidam ir ou ficar, sem chantagens, sem joguinhos, sem barganhas.

Seja feliz com o que você é, com o que você tem, com o que você construiu.

E, enquanto não aparece ninguém para perceber o seu valor e para usufruir do que você tem de melhor, consuma suas próprias verdades, alimente-se das suas próprias crenças e viva do seu amor próprio.

Lídia Vasconcelos

Publicado em amizade, amor, Crônica, felicidade, Mensagem, Reflexão, vida | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

FLORES DO MUNDO

poema - flores do mundo - 2 - gif

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

SENTIMENTOS PEQUENOS

sentimentos pequenos 2 cópia

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

PESSOA TOLA, PESSOA SÁBIA

pessoa tola - 70997500_2983168045033734_4293553461485633536_o

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Sobre PÉS FORMOSOS…

passarinho- pes- botas-69272219_10206874936667903_4206588727453024256_nDia desses, eu estava numa das minhas turmas do 9º ano, corrigindo e registrando algumas atividades.

Eu combinei com meus alunos que eles receberiam uma “notificação”, se deixassem de fazer três atividades seguidas. Essa notificação consiste em tornar os pais cientes da situação e, vamos combinar, nenhum aluno gosta de recebê-la. Eu também não gosto de dar, mas às vezes é necessário.

Pois bem, numa turma de 30 alunos, eu já tinha uma “listinha negra” de 6 e comecei a falar os nomes. Um dos alunos da lista havia faltado naquele dia, então,quando falei seu nome, um garoto que estava sentado lá no fundo da sala deu um salto e veio correndo em minha direção:

– Professora, professora!

Fiquei até assustada com tanta euforia.

– Que foi, meu filho?

– Professora, eu moro perto dele, se quiser, eu levo a “ocorrência”!

Parei por um instante, fixei o olhar no menino, sem acreditar no que eu havia acabado de ouvir e falei:

– Misericórdia!!! Essa disposição toda é só pra levar uma má notícia pro seu colega?

Ele riu amarelo.

– Volte pro seu lugar e, da próxima vez, use essa sua animação apenas para fazer o bem e para levar boas notícias.

Fiquei triste, sabe? Infelizmente esse meu aluno é apenas o reflexo da “disposição equivocada” do mundo atual.

As pessoas se apressam para fazer o mal, para repassar informações de dor ou de vergonha; mas quando a notícia é boa, parece até que, de repente, os canais DIGITAIS voltam a ser ANALÓGICOS e que as pessoas andam em câmera lenta!

Faz tempo que a Palavra de Deus destaca a beleza dos pés das pessoas que se apressam para propagar alvíssaras: “Quão formosos são, sobre os montes, os pés dos que anunciam as boas novas; dos que proclamam a paz; dos que trazem boas noticias…” (Isaías 52:7).

Belos não são os pés limpos, perfumados, com unhas pintadas e aparadas; belos não são os pés que desfilam em sapatos caros nem os velozes que ganham maratonas.

Belos sempre foram e sempre serão os pés que se apressam, que correm e que não deixam para amanhã uma boa notícia de paz.

Lídia Vasconcelos

 

Publicado em BÍBLIA, Citação Bíblica, Crônica, cristianismo, Depoimento, educação, escola, Mensagem, paz, vida | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

MELHOR AMIGO…

nosso melhor amigo- nosso amor

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , | Deixe um comentário

💞 MORFOLOGIA DO AMOR 🍎

dieta-Gordura-localizada-out-JPG– Não engorde, não! Senão eu a devolvo pros seus pais!

Era o que aquele rapaz sempre dizia, em tom de brincadeira, à sua bela esposa, nos primeiros meses de casamento, quando estavam à mesa, fazendo alguma refeição.

Ela ria um riso amarelo, sabendo que era brincadeira, mas estremecia por dentro. Passou a ter pesadelos terríveis nos quais se via do tamanho do mundo e explodia feito aquela personagem da novela Saramandaia.

Alguns anos se passaram, ela continuava bela, porém a fita métrica que media sua cintura parecia ser a mesma usada para medir o amor do seu marido por ela, e isso a incomodava, sabotava sua felicidade.

Numa reunião de amigos, como sempre, no calor da descontração, ele chama a atenção de todos, parecendo que vai fazer um pronunciamento:

– Pessoal, pessoal! Eu sou um cara sortudo mesmo, olhem aqui a minha mulher, continua linda. Mas ela já sabe, né, amor? Tem que ser amiga da balança, senão…

Todo mundo sabia dessa frase, alguns até a completavam. Mas, curiosamente, naquele dia, a mulher esperou todo mundo sorrir, olhou seriamente na direção do seu amado e falou:

– Tudo bem, meu bem, eu sei… Mas você, se engordar, se emagrecer, se perder os cabelos (o que já estava acontecendo), se adoecer ou envelhecer, eu ainda vou estar ao seu lado, porque a balança que pesa o meu amor, de tão grande que é, ainda não inventaram.

Ela foi ovacionada por todos e o marido nunca mais fez essa “brincadeira” em público nem na intimidade da alcova.

Alguns anos se passaram e ele teve, infelizmente, câncer de próstata. Ficou desfigurado, quase morreu. Mas a esposa esteve o tempo todo ao seu lado, cuidando e contribuindo para a sua recuperação. Em nenhum momento, ele foi ameaçado ser devolvido para a sua família ou ser dado de presente para a Morte.

Toda brincadeira esconde (ou revela) uma verdade.

Não quero, porém, entrar nesse mérito, só quero chamar a atenção pra toda essa sofrência desnecessária que a gente impõe às pessoas diariamente, condicionando sua alegria, sabrecando seu sorriso, empatando sua espontaneidade e afetando a liberdade de escolherem o que quiserem ser!

E os prejuízos para o corpo e para a alma são incalculáveis, pois essas imposições terminam contribuindo para a elaboração de mentiras, para a dissimulação, para a bulimia/anorexia, para o surgimento de uma verdadeira quadrilha de ladrões da felicidade!

Se não puder amar só por amar, sem estabelecer multas e juros pela mudança da imagem do outro/da outra, não ame.

Contente-se com a sua própria imagem no espelho!

Entenda que a morfologia do amor, do verdadeiro amor, tem padrões que fogem à convenção do olhar e da pele.

A fita métrica e a balança que medem e pesam o amor… Graças a Deus, ainda não inventaram.

Lídia Vasconcelos

Bom domingo, amigos!

Publicado em Crônica, felicidade, Mensagem, Reflexão, vida | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário